terça-feira, 7 de julho de 2009

A resistência necessária

A onda agora é distorcer tudo o que Ronaldo diz sobre o Corinthians.

Cria-se um mal estar, iniciativas para polemizar qualquer frase dita, abrem-se espaços para a troca de farpas de uma situação criada pela própria mídia que distorce, aumenta, manipula e inventa tudo o que é relacionado ao Timão.

Junte o time do povo ao presidente do povo para a alegria da imprensa irresponsável: eles fazem a festa!



É inegável a excelente campanha do Todo Poderoso nessa temporada. Assim como também é inegável a campanha da imprensa e dos anti-corinthianos para manchar e minimizar tudo o que conquistamos até agora.

Cabe a nós, Fiel Torcida, nos blindar desse bombardeio de abóbrinhas e comemorar as conquistas que provam, mais do que nunca, que o CORINGÃO VOLTOU!

É o ano do povo!
Vai Corinthians!

7 comentários:

Anônimo disse...

olá ! como posso falar com o Tatanka ? Preciso falar urgentemente.

Thais disse...

Anônimo, deixe uma forma de contato: e-mail, msn..

João disse...

ANTICORINTHIANO E ENTREGUISTA

O governador SERRA não quer que seja construído um novo estádio em São Paulo para a Copa-2014.

Porque, em suas próprias palavras, “se for construir estádio, o que vai fazer depois? O Corinthians joga no Pacaembu, o Palmeiras no Palestra Itália, o São Paulo no Morumbi e a Portuguesa no Canindé.”

Risível…

Sem sentido.

Revoltante.

A cidade de São Paulo não possui um estádio à altura de sua grandeza e importância.

O Pacaembu é muito pequeno para servir como casa (alugada, além de tudo) para o clube da maior torcida paulista.

O Morumbi é anacrônico e defeituoso, indigno de receber jogos de copa do mundo.

Para desmontar de vez a argumentação chinfrim do palmeirense José Serra, que hoje ocupa o cargo de governador do estado de São Paulo, basta lembrar que o governo de São Paulo vai construir uma nova sala de concertos, na capital paulista, com capacidade para 1.700 pessoas, ao custo de 311 milhões. O projeto foi encomendado ao arquitetos autores do estádio “Ninho de Pássaro” de Pequim.

A cidade de São Paulo já conta com a Sala São Paulo (estadual) e o Teatro Municipal, com capacidade de público semelhantes à nova casa que será erguida. Sem falar no Teatro Cultura Artística.

Com todo o respeito que a cultura erudita merece, É MUITO MAIS RELEVANTE E NECESSÁRIA A CONTRUÇÃO DE UM NOVO ESTÁDIO PARA 90.000 PESSOAS EM SÃO PAULO, DO QUE A DE UM NOVO TEATRO PARA 1.700 PESSOAS.

Tanto pela Copa do Mundo de 2014. Quanto pela capacidade de atrair negócios mais vultosos para a cidade. Quanto pelo aspecto democrático (o novo estádio seria usufruído por muito mais cidadãos do que a nova sala de espetáculos).

Na verdade, SERRA SABE QUE O CORINTHIANS SERIA BENEFICIADO COM A CONSTRUÇÃO DE UM NOVO ESTÁDIO. Porque este passaria a ser a sua nova e grandiosa casa (se própria ou não, é outra questão). E SERRA, PALMEIRENSE (LOGO, ANTICORINTHIANO) QUE É, NÃO QUER QUE ISSO OCORRA.

Não é o comportamento que se idealiza para o governador de todos os paulistas.

Ainda mais, quando ele abre mão de pleitear a realização da final da Copa de 2014 (aspiração legítima; e que seria a mais racional, a partir de quaisquer critérios considerados).

Porque, se já causa espécie a hipótese de o Morumbi receber jogos da Copa-2014, certamente nem haveria como aventar o seu nome ao se tratar da final do torneio.

Desse modo, José Serra entregou a final da Copa do Mundo, em uma bandeja de prata, para o Rio de Janeiro.

João disse...

Do Estadão:

(http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20090709/not_imp400140,0.php)

Serra não se conteve ao falar da Copa de 2014. Ele criticou a Fifa e alertou que as exigências feitas pela entidade em relação ao Morumbi são “exageradas”. Serra é contra a construção de um novo estádio em São Paulo, alegando que a cidade não teria o que fazer com mais um palco após 2014. A Fifa vem se queixando da situação do Morumbi, um dos locais favoritos para a abertura do Mundial que ocorrerá no Brasil. A Fifa chegou a sugerir que a direção do São Paulo fechasse o estádio por algum tempo para realizar as mudanças.

Para Serra, não há motivos para tanto. “A Fifa tem feito exigências que, olhando para trás, podem ser consideradas como exageradas. Não digo em relação específica ao Morumbi. Mas em relação ao Brasil. Mesmo a Alemanha teve problemas.”

Serra acredita que a Fifa e os organizadores do Mundial terão de chegar a um entendimento sobre a situação do Morumbi. “Será preciso haver uma acomodação”, disse o governador. A Fifa afirmou ontem que não há uma elevação na exigência em relação aos estádios brasileiros em comparação ao nível de 2006 na Alemanha. “As orientações entre os dois torneios (2006 e 2014) são as mesmas, sem nenhuma grande diferença”, disse a assessoria de imprensa da Fifa.

Para Serra, a solução seria promover algumas das mudanças que a Fifa pede, e nem sequer pensar na construção de um novo estádio. “Não é nenhuma tragédia”, disse. Ele não acredita que há como deixar São Paulo fora da Copa ou do jogo de abertura do Mundial. Mas rejeita a tese da construção de um novo estádio. “Se for construir estádio, o que vai fazer depois. O Corinthians joga no Pacaembu, o Palmeiras no Palestra Itália, o São Paulo no Morumbi e a Portugesa no Canindé”, justificou Serra.

A reforma do Morumbi, de qualquer forma, não seria feita com dinheiro público. “Isso não cabe a nós.” Serra ainda garantiu que a cidade estará pronta para receber a Copa. “Na Fórmula 1, chegam a São Paulo 130 mil pessoas e ninguém percebe. Não temos problemas.”

Mônikita disse...

Tais

Concordo totalmente com seu comentario na Bodeguita.


Tamo juntissima

VAI CORINTHIANS!


bjo

menisqüente disse...

Vamos crescer, se multiplicar. Gritar no Mundo essa patifaria dos manipuladores.
Se eles querem jogar sujo, corinthiano sabe retribuir em dobro!
Até quando vamos deixar esses carniceiros da grande mídia denegrir a todo custo o nosso amado Corinthians? Um show de parcialidade e manchetes capciosas anti-Timão!

Querem o que?
Acabar com a auto-estima dos corinthianos?
Forjarem fatos, desestabilizar o Corinthians, inventarem crises? Criarem lendas como a de 1998, 2002 e 2005?
Associar tudo que é ruim, todas práticas escusa tendo gênese no Timão?
Inventarem pesquisas dizendo q o Flamerda é maior que a gente?

R: Nem fudendo! Não podemos deixar! Pelo menos eu não vou deixar.. Se parte da torcida não compreende, cabe a nós fazermos nossa parte...!

Vamos pras ruas denunciar essa elite suja.

menisqüente disse...

Corinthiano de verdade boicota o Estadão !

Panfletinho da Elite !