segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Manifesto – O Gravíssimo Caso Gobbi e a Fiel Torcida


“Idiotas”, “hipócritas”, “incultos”, “ignorantes”, “burros”, “vagabundos” e “bandidos”. Esses são apenas alguns adjetivos que vêm sendo cotidianamente usados pelo Sr. Mário Gobbi para se referir aos torcedores do Corinthians.

Alguns termos mais fortes têm sido utilizados nas conversas privadas do “dirigente” com seus amigos na polícia, na imprensa e na diretoria do clube.

O MR777 condena veemente qualquer forma de violência e lamenta que o referido cartola tenha sido alvejado por uma cadeira. O Corinthians é uma família e seus membros devem ter uma atitude civilizada, mesmo na divergência.

No entanto, é certo que um “dirigente”, homem público, deve ter bom senso e respeito por aqueles que sustentam o SCCP. Como dissemos, o clube existe por aqueles que abdicam do almoço para compor a massa apaixonada nos estádios, faça chuva ou sol.

No episódio do PSJ, o Sr. Gobbi mostrou novamente falta de equilíbrio emocional ao furtar-se ao debate e preferir o recurso à ofensa rasteira.

O SCCP montou belo time pelas mãos do Sr. Antônio Carlos Zago.

Para o Sr. Gobbi, no entanto, o intuito desse trabalho era apenas gerar “business”, que ele julga o propósito final do futebol.

E, assim, em busca de lucro rápido, comandou o desmanche sem critério do time, entregando os craques precipitadamente, por qualquer lance, numa vergonhosa feira que tinha como principal beneficiário o atravessador Carlo$ Leite.

Seguindo essa filosofia, Gobbi também tem se desdobrado para majorar o preço dos ingressos e afastar os estratos sociais menos favorecidos dos estádios.

E qual o resultado dessa gestão amadora?

Nosso time, antes favorito ao título, já dá sinais de claro enfraquecimento no Campeonato Brasileiro, distanciando-se do líder. E o consumidor do “business” de Gobbi já falta aos estádios. Menos de 14 mil pagantes neste Domingo, no tedioso empate diante do Avaí.

Há uma semana, solicitamos gentilmente ao Sr. Gobbi sua demissão imediata. Por capricho e vaidade, porém, este cidadão insiste em permanecer no cargo, dividindo os corinthianos, tumultuando a vida do clube.

Exigimos, portanto, do Sr. Andrés Sanchez que faça valer sua autoridade e afaste de vez este executivo que tanto tem contribuído para manchar a imagem de nossa agremiação.

Se ele próprio admitiu que “não sabe nada de futebol”, como mantê-lo na direção deste departamento?

Considerando a situação caótica do Detran, é certo que este funcionário público será mais útil à coletividade dedicando-se mais à sua atividade original, sustentada pelo contribuinte.

Assinado: Movimento Resistência 777 e milhões de fiéis que desejam o bem do Corinthians.

8 comentários:

Filipe disse...

Assino embaixo também.

FORA gobbi!

Matheus Antunes disse...

Amém.

Sergio Braga disse...

Apoiado !!!!

FORA GOBBI !

Márcio disse...

Esse elemento medíocre não tem mais moral para permanecer no Sport Club Corinthians Paulista, muito menos como dirigente.

Fora, Mário Gobbi!

Andrés, afaste esse sujeito antes que a crise que ele provocou atinja você!

Mônikita disse...

ASSINO NOVAMENTE!

Diego disse...

A pergunta que fica: a companha realizada pela atual diretoria em 2008-2009 é ruim, média ou boa ?

Desde 2000, o corinthians vem sofrendo ano após ano. Até em 2005, quanfo foi campeão brasileiro, foi sofrido. E o time de "estrelas" que foi desmontado em seguida então? Isso sem falar sobre a parceria mutretera com a MSI.

Mario Gobbi errou de forma absurda ao se referir sobre os torcedores da forma que fez. Isso não se faz e deve ser criticado pela sua atitude. E, na minha opinião, deveria pedir desculpas públicas aos que ofendeu.

Porém, isso tira os méritos da campanha de 2008-2009? Veja a sua resposta sobre a pergunta incial e pense se essa diretoria é boa ou não para o SCCP. E compare com as anteriores.

Além disso, agressões sofridas por um vice presidente de futebol do Corinthians, seja o Mario Gobbi ou outro qualquer, é inaceitável. Isso deve acabar no futebol.

Com ou sem Mario Gobbi, o Corinthians deve se manter grande e, pricipalmente civilizado. Com cobraças sérias e efetivas, sem agressões ou quebra de instalações do clube.

Bruno disse...

http://www.gazetaesportiva.net/nota/2009/08/07/593007.html

Futebol/Bastidores - (07/08/2009 19h59)

ANDRÉS DESMENTE JUVENAL E NEGA RETORNO AO MORUMBI

São Paulo (SP)

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, desmentiu nesta sexta-feira o companheiro Juvenal Juvêncio, do São Paulo, e negou a intenção de retornar a mandar seus no Morumbi. Na última semana, o mandatário do Tricolor garantiu ter total confiança na volta do Timão ao estádio da equipe.

"O Juvenal está sonhando com o retorno do Corinthians desde que nós deixamos de jogar lá. Não tenho nada contra ele, mas a maneira que ele me tratou naquele episódio dos 10%, principalmente depois de eu ligar nove vezes e não ser retornado, me fez tomar esta decisão de não atuar no Morumbi enquanto eu for presidente", afirmou o mandatário corintiano em entrevista à Rádio Globo.

Entretanto, Sanchez admitiu voltar ao estádio são-paulino se o rival atender algumas 'regalias', que o fariam mudar de ideia. "Só volto a atuar lá se o São Paulo me der taxa zero (aluguel) e dez camarotes para o Corinthians negociar dentro do estádio", sentenciou o corintiano.

A última vez que o Corinthians atuou no como mandante no Morumbi acabou sendo na decisão da Copa do Brasil, no dia 11 de junho do ano passado, diante do Sport. Naquela ocasião, mais de 60 mil corintianos incentivaram o clube na partida, em um público praticamente duas vezes maior do que a máxima capacidade do Pacaembu.

Sanchez reiterou o seu desejo de o Corinthians mandar seus jogos na Copa Libertadores de 2010 no estádio do Pacaembu. "Se eu colocar R$ 40 no Pacaembu, meu torcedor vai ficar bravo, mas vai pagar. Porém, se eu coloco R$ 25 no Morumbi, eu estarei sacaneando meu torcedor, pois lá não tem metrô, nem trem e o deslocamento é difícil."

Recebendo um menor público no campo municipal, o Corinthians aumentou o preço dos ingressos durante as partidas, especialmente alavancado pela presença de Ronaldo e sua grande fase no clube. Em contrapartida, os torcedores protestaram dentro dos jogos e no CT do Parque Eológico do Tietê, causando um mal estar entre a alta cúpula da equipe e a Fiel.


MORUMBICHA NUNCA MAIS!!!

CHUPA, BICHARADA!

NOSSO DESTINO É O FIELZÃO!

kah_breve disse...

Vergonha!

FORA GOBBI!